O sono como remédio - O Fim das Infecções de Repetição (parte 2)


José Agop | Pediatra Antroposófico


Durante o sono, muitas reações químicas e forças energéticas agem na criança, resultando em cura, crescimento, vitalização e equilíbrio do funcionamento cerebral. Estas forças agem muito mais entre as 20h e 6h da manhã, principalmente com o sono profundo. Dessa forma, a imunidade e o controle da quantidade de secreção produzida dependem da qualidade do sono e do horário que a criança dorme.


Luz acesa, TV ligada, sons, qualquer estímulo que possa atrapalhar o sono poderão interferir na defesa contra as infecções.


Outras situações que tornam o sono superficial são: obstruções nasais, hipertrofia de adenoide, refluxo gastroesofágico (este causa azia durante a noite), mídia visual eletrônica após as 18h, alimentação muito gordurosa à noite.


Também precisamos lembrar que o cérebro controla e rege o funcionamento de quase todos os órgãos e para isso ele precisa desligar, descansar e recalibrar. Se a imunidade depende da ação de vários órgãos (baço, medula óssea, fígado, gânglios linfáticos), precisamos de um maestro descansado e competente para organizar a defesa.


Ah, e o humor, então?

Ele é muito afetado pela falta de sono. Quando a criança dorme bem, ela fica mais alegre, calma e otimista. Saibam que a tristeza e irritabilidade baixam a imunidade. Isso nos leva a concluir também que outras causas de tristeza aumentam a chance de infecções.


Então, de forma mais prática, o que fazer para a criança dormir melhor e na hora certa?

* Afastar problemas de saúde que possam estar atrapalhando o sono, como refluxo, obstruções das vias aéreas. Consultando o seu pediatra.

* Desligar sons, luzes, aparelhos eletrônicos.

* Oferecer uma alimentação não gordurosa à noite.

* Reduzir o uso de mídia visual eletrônica, principalmente após as 18h.

* Dificultar a soneca entre 17h e 19h. Caso seja preciso, que ela não ultrapasse 15 minutos.

* Para os que dormem após o almoço, não deixar que o sono passe de 2 horas de duração. Se for entre 15h e 17h, não permitir mais do que 1 hora de descanso;

* Para as crianças que dormem até mais tarde, criar o hábito de acordá-las as crianças, no máximo às 08h30, de preferência às 08h.


Vale ressaltar:

No adulto, o sono cura e vitaliza.

NA CRIANÇA, O SONO CURA, VITALIZA E FORMA !!!




As infecções que me refiro neste texto são as gripes, rinites infecciosas, sinusites, adenoidites, amigdalites, faringites, laringites que causam desconforto, dor e que podem levar a doenças dos pulmões. Com a vivência e o conhecimento de Medicina Pediátrica Tradicional e da Medicina Antroposófica pude organizar um sistema que controla de forma muito eficaz esta situação, reduzindo muito a frequência, a intensidade e a duração dessas crises.

A série completa sobre o FIM DAS INFECÇÕES DE REPETIÇÃO é composta por 4 artigos: alimentação, sono, atividades físicas e cuidados gerais.


820 visualizações

Rua Professora Celina Sampaio, 44  |  Vila São Francisco  |  São Paulo - SP  |  (11) 3718-0209

espacoitawegman.com.br

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
Para saber mais sobre Antroposofia acesse o site
da Sociedade Antroposófica
do Brasil em www.sab.org.br.

2018 © Lancelot Comunicação